sábado, 7 de agosto de 2010

Hospedagem em Paris - Onde ficar?

Onde ficar em Paris? esta é a primeira pergunta que surge. Isso vai depender dos seus interesses.



Marais ( arrondissement 3 e 4) - É uma região de gente jovem e moderna. Lugar da contemporaneidade em Paris, seus endereços de moda e design cresce sem parar. Muito movimentada, principalmente nos fins de semana. Há várias lojas interessantes, bistrôs, lojas de decoração, ateliês de jovens artistas. Hoje em dia está extremamente valorizada e por isso os preços também podem ser um pouco salgados. Caso o seu hotel seja no 4 eme arrondissement, ficará mais próximo da Ile de Saint Louis, Notre Dame e etc...

Quartier Latin ( arrondissement 5)  Comparável e próximo ao Saint Germain, mas mais perto do Jardim de Luxemburgo.

Saint Germain ( arrondissement 5 e 6) -   O bairro mais famoso e disputado pelos turistas por sua localização central. Próximo a vários pontos turísticos, numa região cheia de charme, boa comida, e... turistas... Paga-se muito por um hotel turistão, na minha opinião a melhor forma de se hospedar aqui é alugando um apartamento. Fiz isso e fui muito feliz na escolha. Teremos dicas disso depois.

Etoile ( arrondissement 8)  – Geralmente cara, por ser  elegante, incluindo o Arco do Triunfo, Av. Montaigne e a Champs Elysées. 

Madeleine e Opera ( arrondissement 9) - É uma região central, por isso boa de se hospedar.  É uma região bem luxuosa e cara de Paris, figurando como um dos centros da gastronomia chic de Paris.

Bastille ( arrondissement 11) - Depois da queda da Bastille, vemos um renascimento. A fênix de Paris revestida em seu modelito vintage, o que paradoxalmente anda super moderno. Representa a vanguarda de Paris na revitalização da Rive Droite. É o atual lugar da moda, frequentado por turistas descolados e gente bonita. Seus cafés charmosos lotam à tarde com pessoas igualmente charmosas.  À noite, suas casas noturnas e boites vêm sendo comparadas à lapa carioca, porém com um visual muito mais dignos e in, vamos combinar, né? Este é o lugar que escolhi para ficar desta vez. E é aqui também que se precisa de maior cuidado na escolha do hotel. Pq? Este arrondissement também inclui a Republique, que apesar de bem localizada não é uma região tão descolada e charmosa como a vizinha, em compensação, junto com Montmartre são as regiões de hospedagem mais barata em Paris. Ficando na Republique talvez vc não tenha o clima da Bastille em seu hotel, mas estará a alguns passos do fervo!!! It`s up to you.

Montparnasse ( arrondissement 14) -  bairro tradicional, uma das vantagens é o preço da hospedagem, bem mai sem conta e pode-se ficar próximo ao Quartier latin e a Saint Germain. Um pouco parada à noite. Mas se vc não pretende ficar no hotel à noite (espero que não!) pode ser uma boa opção.

Montmartre ( arrondissement 18), a região  mais afastada e boêmia de Paris. Cheia de mafuás, cabarés e sex-shops. Pra mim não dá.... Interessante para conhecer e só...

Uma coisa importante na escolha do hotel é a proximidade de uma estação de metrô. Anda-se muito em Paris, às vezes mais do que o seu limite, e tudo o que vc quer é chegar no hotel correndo e colocar os pés numa bacia de água quente por alguns minutos e logo em seguida começar a andar de novo. Afinal, vc está em Paris e o tempo corre em euro...
Para se programar com relação a tempo, coloque cerca de 2 minutos entre uma estação de metrô e outra. Lembrando que às vezes em estações maiores, como a gigante Chatêlet vc pode levar até 5 minutos andando até ver a rua.

A bíblia de Paris (www.conexaoparis.com) dá dicas de o que evitar na hora de se hospedar em Paris. Transcrevo aqui:

Para iniciar este assunto polêmico, um parágrafo que vai me salvar em situações difíceis no futuro.
Se hospedar em Paris intra-muros já é uma vantagem imensa. Neste caso todos os bairros são bons e com o metrô a vida fica fácil. Sei que às vezes o turista se hospeda fora de Paris, nas cidades que se encontram após o Anel Periférico. Se esta escolha for ditada por questões econômicas, a solução é válida. Neste caso veja se o hotel se encontra perto de uma estação do metro parisiense. Certas linhas cruzam a fronteira da cidade e vão até as cidades vizinhas.  Muita vezes não se trata de uma escolha e o turista se encontra do outro lado do periférico por falta de informações ou por informações incorretas. Uma regra fácil é verificar o código postal do endereço do hotel. Os ceps parisienses começam todos com  o número 75.
Eu não me hospedaria em Montmartre. Bairro romântico com ruelas e escadas, bares, restaurantes e discotecas. Bairro com personalidade forte e interessante.  Mas não me hospedaria aí por duas razões. Quem a conhece sabe bem que esta área está afastada de todos os pontos turísticos. Que para pegar metro ou ônibus é necessário subir escadarias e contornar ruelas. Que o metrô Abesses não é fácil com seu elevador lento e sujo.
Quem o conhece sabe também que este bairro atrai uma população boêmia, jovens animados e divertidos mas também grupos sociais complicados. Sobretudo a parte mais turística do bairro, aquela que fica nas proximidades da igreja Sacre-Coeur. O turista brasileiro, já stressado com a violência do Brasil, pode se sentir ameaçado.
Eu evitaria também os limites da cidade. Estes hotéis que estão na divisa entre Paris, o periférico e as cidades vizinhas e que se encontram perto das Portas de Paris: Porte de Clichy, Porte de la Villette etc . Não que a situação seja perigosa, simplesmente porque estes endereços também estão afastados dos centros turísticos e estas regiões não são agradáveis.  Estas áreas limítrofes tendem a serem apropriadas por aqueles que foram expulsos do centro. Quando ainda frequentava os escritórios de atendimento aos estrangeiros e fazia fila durante horas para pedir a permissão de residência no solo francês, me encontrava nestes espaços periféricos que escondem o que não deve ser visto.
Acho que com calma e muita pesquisa o turista pode encontrar um hotel mais central por preços equivalentes aos destes hotéis.





Um comentário:

  1. Ola Gostaria de deixar aqui a minha dica. A http://www.private-homes.com/paris/ aluga apartamentos mobiliados para turistas em Paris muito bem localizados.Exatamente nas áreas que voce sugeriu.

    ResponderExcluir