segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Restaurantes em Paris - Parte I

Apesar do atraso, antes tarde do que mais tarde...rs
Visitamos alguns restaurantes em Paris e vou compartilhar com vcs nossa experiência e avaliação em cada um deles. Segue a tabela e os quesitos que usamos para avaliar cada um deles:

Les Cocottes

O chef Christian Constant foi um dos criadores da bistronomique, o conceito de comida estrelada de qualidade e com preços acessíveis e o Les Cocottes é um dos mais badaladinhos, tendo sido visitado pelo presidente Sarkozy. Nós, Joe e Lara fomos lá conferir e aprovamos a escolha do chefe de estado.

Gus e Joe

Eu e Lara

Uma coisa importante de se lembrar é que a casa não aceita reservas e está sempre cheia.
Assim que chegamos, notamos que o lugar estava cheio (bem cheio mesmo) de gente animada e bonita, num clima descontraído e informal. De início, não entendemos bem como funcionava a dinâmica do restaurante, vimos muita gente sentada no balcão e em pé na lateral, bebendo vinho e conversando.
Balcão e Parte lateral

Balcão com opção de bebidas no quadro

Um rapaz nos informou que deveríamos pedir a mesa para a atendente no balcão, assim como a bebida de entrada. Pedimos uma jarra de vinho e ela nos informou que pagaríamos ao fechar a conta.
Uma hora depois, ela nos chamou e nos levou até a mesa. Não só ela controla a fila de cabeça, como também o pedido de cada um pelo nome e fisionomia.
Nós já na mesa


Eu como não estava com muita fome, pedi somente uma entrada e tive que aturar o muxoxo da atendente por não pedir o prato principal.Pedi o ravioles de lagoustines mousseline artichaud (massa recheada com lagostins ao molho de espuma de alcachofras, por 16 euros). Estava maravilhoso!! Ao final, pedi a famosa La Fabuleuse (torta de chocolate com chantilly).
Meu raviole




Sobremesa
O Gustavo, como sempre, mais arrojado, comeu la pomme de terre confit au pied de porc (Pé de porco com batata confit), que segundo ele (socorro...rs) estava maravilhoso.
Prato do Gustavo

Estava tudo maravilhoso, e apesar de ser o último lugar na nossa avaliação, foi excelente. A má colocação no ranking se dá por ser mais simples (e óbvio mais barato), que os demais. Os vinhos custam a partir de 4 euros a taça, e podem ser vendidos em meia garrafa (pichet). Mas cumpre totalmente o prometido. Comida saborosa, bem feita, a preços módicos. Super recomendo!!!

Chef responsável - Philippe Cadeau
135, rue Saint-Dominique, 7th

Lunch:12 noon - 4pm
Dinner: 7pm - 11pm
Closed on Sunday

Kong

Na nossa modesta opinião, este foi o número 1, the best of Paris in this trip. Talvez seja por este motivo que já tenha figurado em Sex and the city e etc... 

O Lugar é único, decorado por  

Philip Starck com suas cadeiras transparentes, seu design moderno e arrojado e suas mulheres lindas de várias raças. 





Detalhe das cadeiras e do teto



A comida é MARAVILHOSA!!! Ainda por cima, o bar nos fins de semana vira uma boite, super bem frequentada e com um DJ que arrebenta!!! Assim sendo, a dica é ir no sábado e dar uma esticadinha.
O bar, onde rola a boite
 Nós escolhemos peixe para comer, eu um branco suave e o Gu um atum, ambos super saborosos, pena que não tiramos fotos. A minha escolha foi o Black cod au miso, legumes sutes au wok por 32 euros e o Gu o Than Poele au Curry Rouge, por 30 euros. O meu era suave e saboroso, mas o dele era bem mais marcante, o que me fez preferir o dele, embora ambos fossem muito bons.
Entrada do Kong


As garrafas de vinho custam a partir de 40 euros, um pouco mais caro que o Les cocottes.



Site: http://www.kong.fr/. 1, Rue du Pont Neuf.



              

3 comentários:

  1. Atenção para as fotos sem viva alma no restaurante já que saímos com ele fechando, quase tendo sido expulsos!

    ResponderExcluir
  2. Bia, excelente esse post, principalmente pela companhia de vcs no Les cocotes, e por saber que estamos frequentando o mesmo restô do Sarkozy (rs)não é fraco não heim!!! Mandei um e-mail para vc, lá tem algumas dúvidas sobre o que irei postar, aguardo seu retorno.
    Au revoir
    Joe.

    ResponderExcluir
  3. Joe, estou trabalhando no post sobre os vinhos da Hungria. Em breve, novidades! Abs

    ResponderExcluir