segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

As adegas mais fantásticas do mundo

Estes posts do IG são fantásticos:



Da China à França, descubra as adegas mais incríveis do mundo, onde degustar vinhos é apenas um detalhe
Viajar pelo mundo - www.revistaviajar.com.br

Divulgação
A bela adega do Jade On 36 é uma versão moderna de antigos contâiners

No 36º andar do hotel Pudong Shangri-la, há algo que chama mais atenção que a vista panorâmica que se tem de Xangai: a adega do restaurante Jade on 36.
Mais de duas mil garrafas de vinho estão alojadas em uma versão moderna dos antigos contêineres usados para armazenar arroz. Ela é toda revestida em cobre e tem iluminação suave em tons de vermelho, para enfatizar a cor da bedida. Especializado em comida francesa, o restaurante é badaladíssimo na cidade.    
3 Fu Cheng Road, Pudong, tel. (86) 21/ 6882-8888. Horário: diariamente a partir das 18h.

Divulgação
Corredores escuros e estreitos guardam 450 mil garrafas de vinho
No subsolo de um dos restaurantes mais aclamados de Paris, um emaranhado de corredores escuros e estreitos guardam 450 mil garrafas de vinhos. Sãorótulos de tintos, brancos e champanhes que formam uma das adegas mais completas e invejadas do mundo.
As caves são de 1582, mesmo período em que o restaurante foi inaugurado. Um Château Siran 1858 é o mais antigo vinhos da adega. Com garrafas tão raras, dá para entender porque alguns pontos são fechados a sete chaves.  
Durante a Segunda Guerra Mundial, os proprietários do La Tour d’Argent ergueram paredes para que os vinhos não fossem descobertos pelos  nazistas. Um feito que se tornou mundialmente conhecido, assim como o prato mais célebre da casa: o pato prensado servido em seu próprio sangue.
15 quai de la Tournelle, 75005 Paris, tel. (33) 1/ 4354-2331. Horário: de terça a sexta, das 12h às 14h30 e das 19h às 22h. As visitas a adega são gratuitas, mas não muito comuns. Na hora da reserva é preciso informar que gostaria de conhecê-la. Fica a critério do sommelier autorizar ou não.  

Divulgação
A adega do Angels's Wine Tower tem formato de torre e 14 metros de altura
A experiência de saborear um vinho no bar Angel´s Wine Tower, do Hotel Radisson SAS, em Londres, é um tanto teatral. Como o nome já anuncia, a adega tem o formado de uma torre de vidro, com quase 14 metros. Construída bem no centro do bar, ela possui quatro mil garrafas dispostas do chão ao topo.
Mas a grande atração não é a beleza da obra, e sim o momento de buscar a bebida. Na hora de retirá-las, garçons/acrobatas são içados por uma corda e “voam como anjos” até o ponto onde está o rótulo escolhido. Usando roupas e maquiagens especiais, os anjos fazem uma verdadeira performance.  Cada pedido é o início de uma nova apresentação.
London Stansted Airport, tel. (44) 1279/ 66-1012. Horário: diariamente das 18h às 23h.

Divulgação
Os vinhos são guardados da mesma maneira há séculos no Château Neercanne

Na fronteira entre a Holanda e a Bélgica, no vale Jekerdal, o Château de Neercanne pode ser considerado um dos tesouros da região. Os belos jardins barrocos, divididos em quatro partes, foram declarados Patrimônio Mundial da Unesco.
Além da arquitetura e dos imponentes terraços, o palácio é famoso por sua adega. Centenária, ela está praticamente da mesma maneira que foi erguida há três séculos. As garrafas repousam em buracos escavados nas paredes de pedra. A iluminação é feita com velas e calendabros, que dão um clima romântico ao restaurante que funciona no local. Parte da história do castelo está registrada em suas paredes, forradas de assinaturas de enófilos aclamados e até de membros da família real holandesa. 
Cannerweg 800, tel. (31) 43/ 325-1359. Horário: terça a sexta e domingos, das 12h às 14h30 e das 18h30 às 21h30. Visitas à adega: agendar na hora da reserva. Preço: € 52,50 com um brunch incluso.   

Divulgação
A Milestii Mici guarda mais de dois milhões de garrafas
Um conjunto arquitetônico no estilo de um castelo feudal guarda em seu subsolo um verdadeiro templo dedicado ao vinho. Trata-se de um labirinto de galerias que somam mais de 200 quilômetros, dos quais 120 estão em uso.
Antiga passagem estratégica para alcançar a fronteira com a cidade de Chisinau, o local transformou-se em uma gigantesca cave. Cada rua da“cidade subterrânea” foi batizada com o nome de um estilo de vinho ou da uva e segue por túneis lotados de barris de carvalho e fontes naturais de água.
Pelos imensos corredores, há mais de 2 milhões de garrafas, o que rendeu a Milestii Mici o título de possuir uma das maiores coleções de vinho do mundo. Exite uma sala de degustação com jeitão feudal e uma loja, na mesma linha, para quem não deseja ir embora de mãos vazias.   
6819, distrito de Ialoveni,Vila de  Milestii Mici, tel. (373) 22/ 382-333. Visitas à adega: diariamente, das 9h às 20h. Preço: a partir de € 20. Agendar com três dias de antecedência.

Divulgação
A Marques de Riscal foi construída no moderno complexo da Cidade do Vinho
Além de ser a mais antiga cave da região de La Rioja, ela pode ser classificada também como a mais completa de toda Espanha desde 2006, quando foi construída, sobre ela, a Cidade do Vinho. O complexo inovador reúne hotel, spa de vinoterapia, restaurante e um centro de convenções, tudo assinado pelo arquiteto canadense Frank O. Gehry (responsável também pelo Guggenheim de Bilbau). O hotel está cercado em uma estrutura metálica ondulada, em três cores: rosa representa o vinho da marca, ouro a malha que envolve as garrafas e prata a tampa.
Sob o complexo, os corredores de pedra de 1858 armazenam barris de envelhecimento que ficam ao lado de rótulos do século 19. Durante a visita, os turistas podem apreciar coleções produzidas desde 1862. 
Avenida Torrea 1, 01340 Elciego (Cidade do vinho), tel. (34) 945/60-6590. Visitas a adega: diariamente, das 9h às 18h. Preço: € 10. Reservas obrigatórias.

Divulgação
Os vinhos desta adega de arquitetura minimalista ficam enjaulados
Uma adega com arquitetura contemporânea e minimalista, formando um contraponto à construção edificada sobre ela, datada de 1894. Após uma reformulação em 2005, VinContoret passou a ter 450 metros quadrados e capacidade para 50 mil garrafas, além de ganhar também um restaurante e uma galeria de arte.
Os vinhos são colocados em grandes gaiolas, cada uma com seis compartimentos e escotilha própria. É como se estivessem enjaulados, “presos”. Os vinhos dessa adega são servidos durante a festa do Prêmio Nobel, que acontece em Estocolmo. O local funciona como uma wine office,  com aulas e degustação de vinhos, queijos, charutos, whisky e chococate.   
Ilha Vulcan, 522 30, tel. (46) 502/158-88. A visita a adega e possível e gratuita com tanto que a pessoa participe dos jantares, conferências ou degustações que acontecem no espaço.  

Um comentário:

  1. Olá cara Bia, muito bom esse post das adegas, quem deve ter gostado muito foi o Gustavo não?!, legal essa adega do La Tour D´argent, estou querendo conhecer esse restaurante há algum tempo, vou aproveitar sua dica e conhecer essa maravilhosa adega.
    Bjs,
    Joe.

    ResponderExcluir