domingo, 5 de setembro de 2010

Roteiro de Roma - Dia 4

Atrações principais:


3. Castel Sant´Angelo

Castel Sant`Angelo
Construído em memória ao imperador Adriano já foi prisão, residência papal e quartel militar, além de palco para a história de Anjos e demônios. Na visita guiada que fiz ao Vaticano disseram que havia um túnel subterrâneo que ligava o Vaticano a ele, e que na antiguidade era a rota de fuga do Papa (um pouco parecido com o roteiro do livro).


4. Piazza San Pietro
Esta obra magnífica foi criada por Bernini a pedido do Papa Alexandre VII e cultua o centro com mais um obelisco do Egito antigo (parece que o egito é aqui, não? rs). O obelisco, muito comum em Roma devido a sua ligação histórica com o Egito, representa a ligação entre a antiguidade e o cristianismo. Reza a lenda que nele há as cinzas de César e um pedaço da cruz de Cristo (visita guiada também é cultura...rs)
Existem marcações no chão da praça, de onde você consegue ver o perfeito alinhamento das colunas.


Obelisco, árvore de Natal e presépio
5. Basilica di San Pietro
Apesar de ter várias pessoas envolvidas em sua construção o principal foi Michelangelo, responsável inclusive pela Pietá (escultura à sua direita na entrada - não se preocupe haverá uma muralha de turistas e vc logo vai saber que é para prestar atenção.rs). Michelangelo morreu antes de completar a obra. Abaixo dela estão as tumbas papais, sendo uma delas a de Pedro. 


6. Musei Vaticani


Musei vaticani


Fica atrás da Basílica, mas não dá simplesmente para atravessá-la, logo vc tem que contornar todos os muros pela sua direita (de frente para basílica) até a sua entrada. Foi um dos museus mais interessantes que já conheci, onde tive a oportunidade de fazer na minha primeira visita a visita guiada. Foi ótimo, pois pude aprender várias coisas:
- O Vaticano é o menor país do mundo
- Não existem cidadãos do Vaticano, já que não há hospital e logo nascimentos lá.
- A guarda Suíça (com seus uniformes coloridos e diferentes) é a responsável pela segurança de lá. Em 1527 quando Roma foi invadida por alemães e espanhóis a guarda suíça protegeu o papa fazendo um círculo ao redor do mesmo, colocando sua vida em risco, onde vários soldados foram mortos. Desde então, a guarda papal é constituída somente pela guarda suíça.
- Cada Papa eleito (principalmente na antiguidade) queria construir o seu quarto maior e mais suntuoso que o do anterior, e na falta de papel de parede (rs) usavam pinturas de Rafael, Michelangelo...


Estátua de Laocoonte e seus filhos, exposta no Vaticano. Atribuída a três escultores: Aguesandro, Atenodoros e Polidoro. Laocoonte era o sacerdote que, segundo a mitologia grega, tentou convencer o povo da antiga Tróia a não aceitar a oferta dos gregos de um cavalo oco. Como a deusa Atena estava do lado dos gregos, resolveu se vingar de Laocoonte por ter quase atrapalhado seus planos. Duas serpentes gigantescas saíram do mar e envolveram Laocoonte e seus filhos. A escultura os imagina no momento mais doloroso de sua agonia.


Torso de Belvedere, que inspirou Michelangelo para pintar os corpos no teto da capela sistina.
Escadaria do museu construída por Bramante




7. Jardins do Vaticano
Jardins do vaticano -perto do café no subsolo.






8. Capela Sistina
As explicações são dadas do lado de fora, já que lá não se pode falar ou tirar foto. Segundo a guia os direitos foram vendidos a uma empresa japonesa, que impede que se tire fotos e vende o direito de uso das imagens.
Não espere grandiosidade, ela só existe nas pinturas. A capela é a capela privada do papa e de onde são feitos os conclaves para  a eleição do papa. Assim sendo, é pequena mesmo e pode ser bem desconfortável lotada de turistas, além de causar imenso torcicolo já que só se olha para cima.
O melhor é a história de Michelangelo e da capela sistina. O mesmo, já conhecido escultor (seu Davi atualmente em Florença já era famoso), foi contratado pelo papa Julio II para construir o seu túmulo em mármore, coisa que trazia muito dinheiro e prestígio a um escultor, fazendo-o se mudar de Florença para Roma só para isso. Acontece que o Papa Julio II era uma pessoa difícil e voluntariosa e lá pelas tantas desistiu do seu túmulo e cancelou o trabalho, deixando o artista com todo o mármore comprado e uma dívida superior à entrada recebida do papa. O mesmo decide voltar para Florença depois de tentar sem sucesso ter seu pagamento do papa. Mas este, que não era bobo nem nada e não queria perder o dinheiro da entrada encomendou do artista a pintura do teto da capela sistina, que estava sendo reformada.
Michelangelo não tinha nenhuma grande experiência com pintura e estava obviamente fulo da vida com o pontíficie recusou o convite. Mas o papa Julio II não era o tipo de pessoa que aceita um não e ameaçou queimar Florença se o artista não se apresentasse ao trabalho (segundo a guia).
Para o bem de todos (e o nosso hoje em dia) ele aceitou o trabalho e passou quatro anos trabalhando na obra. Durante o primeiro ano não recebeu um centavo sequer, além de bengaladas do louco papa para apressar a obra. Não tinha experiência com afrescos e viu seu  trabalho escorrer algumas vezes no início. 
...Segredos e curiosidades do teto mais famoso do mundo
1. Há quem diga que Michelangelo fez um auto-elogio ao pintar o profeta Jonas com a cabeça curvada para cima, como se estivesse olhando para as cenas do teto. 
2. Vê-se em todo o trabalho a referência de um escultor. Corpos bem trabalhados e a necessidade de criar uma idéia de movimento. Os corpos chamam mais atenção do que os rostos, é praticamente uma aula de anatomia. Na época Michelangelo achava que a pintura era uma arte menor do que a escultura.
3. Ao lado de uma das figuras femininas, Michelangelo pintou duas crianças nuas. Uma delas faz uma figa com as mãos. Para os contemporâneos do pintor florentino, o gesto significava o mesmo que erguer o dedo médio nos dias de hoje
4. Apesar dos desentendimentos com o patrocinador, o pintor fez um agrado a Júlio II. Desenhou o profeta Zacarias com as feições do papa. Zacarias previu a reconstrução do Templo de Salomão, cujas proporções inspiraram a construção da Capela Sistina
5. No início do trabalho o artista não tinha muita idéia de proporção, por isso as duas cenas iniciais são as maiores.
6. Após o teto, 29 anos depois, o artista retornou para pintar a parede do altar. A linda obra do Juízo final retrata a experiência de um artista mais velho, e amargurado pelas dificuldades da vida. Aqui Cristo é visto como um juiz rigoroso e reza a lenda que ele teria incluído um retrato de si próprio como São Bartolomeu, representado com seu rosto e somente a pele, mostrando como ele foi sacrificado durante a sua vida.
São Bartolomeu "só a carcaça" - teoricamente um auto retrato de Michelangelo

Ao contrário do que se pensa, Michelangelo não pintou o teto deitado e nem tão pouco sozinho, teve inúmeros assistentes, o que também trouxe mais confusão à jornada. O livro Michelangelo e o teto do papa é uma experiência sensacional para quem visita o museu.

Outras atrações
1. Ara Pacis
Altar consagrado à Cesar Augusto.
2. Piazza Cavour
Linda praça onde está localizado o palácio da Justiça, o teatro Adriano e o giardini della Mole Adrian, que pertence ao castelo Santo Angelo e tem a estátua do imperador Adriano
. No inverno há um rink de patinação.

Dicas
Não se entra na basílica com decotes, shorts, bermudas ou minissaias.
A missa do galo é uma experiência emocionante e bem mais fácil de se conseguir do que pensamos, e o melhor, de graça... Cuidado, algumas empresas online cobram até 250 euros por pessoa. É só  mandar um fax de solicitação para a prefeitura do vaticano e vc recebe a carta em sua residência. No dia anterior ou no dia vc vai à cabine indicada na carta e retira suas entrada. Por este mesmo caminho se consegue ingressos para audiências e outras cerimônia.






Telão na Praça São Pedro







Ok, vc não conseguiu reservar com antecedência a missa do galo. E agora? Tranquilo, na praça São Pedro dá para se assistir a tudo (sem tumultuo) e alguns cardeais levam as hóstias lá para os fiéis. Na praça há montada uma bela árvore e um presépio. Inicialmente não há menino na manjedoura, ele é colocado lá depois da meia noite, após a missa do galo.
No site www.diningcity.com vc pode reservar ceias de Natal online. 
O menu geralmente segue o "seven fish dishes", que é uma tradicao natalina na Itália. É como se fosse a semana santa, onde tudo e de peixe, mas ha uma entrada, sopa, primeiro prato, segundo prato, sobremesa e doces natalinos tipicos (panetone, torrone e uns chocolates com amendoas). Mas lembrem-se que neste dia, principalmente após a missa do galo não há muitos táxis disponíveis e isso pode significar uma longa caminhada.
Já pensando nisso qual foi a nossa estratégia? tentamos reservar uma ceia não muito cara, entre o hotel o vaticano. Existiam várias opções de ceia próximas ao Vaticano, mas eram muuuuito mais caras. Nós reservamos no Circus all'Hotel Fortyseven e foi MARAVILHOSO!!!! 
Além disso, alugamos um carro com GPS e foi a melhor solução. foi tranquilo de estacionar nos arredores do Vaticano e após a missa vimos uma fila absurda no ponto de taxi. Havia pouquíssimos táxis circulando e foi ótimo voltar para o hotel rápido e com aquecedor, já que estava um mega frio. Foi super fácil estacionar na frente do hotel.
No dia 25 acordamos e resolvemos aproveitar o carro para rodar a cidade e conhecer alguns pontos turísticos. Aí foi o problema! Como era feriado, a maioria das ruas importantes estavam fechadas para carro e tivemos que largar o carro e ir a pé mesmo. Entregamos o carro e aí na parte da noite passamos aperto. Pelo feriado o metrô estava fechado e taxi era artigo de luxo, ou seja, andamos absurdamente muito e no frio. Ou seja, é melhor pensar em carro para o dia 25 também. 
Outro problema foi o dia, 26 de dezembro, que é dia de Santo Stefano, feriado na Itália. O metro funciona, e há taxi normalmente, mas a maioria dos restaurantes e lojas estão fechados, ou seja, é um dia meio morto
Mas a dica mais valiosa é para evitar as filas no museu do Vaticano e basílica de São Pedro. Na primeira vez que fui peguei uma dica valiosíssima do Ric Freire, reservei a visita guiada e não peguei nenhuma filinha, foi lindo e zero de lerê!!!! Vc pode fazer a reserva pelo site e custa E31 para visitar o museu e a capela sistina. Esta foi a opção que eu fiz. Há tours inclusive em português, mas a oferta de dias é menor. É melhor reservar em Inglês ou em espanhol. Eu achei super interessante a visita guiada e segui quase até o fim, mas vc pode abandoná-la a qualquer momento (inclusive já na entrada) e ir direto para  a capela sistina se for o caso.
Só que aprendi nesta ida foi que há uma fila imensa para entrar na basílica tb e vc pode reservar pelo site museu+capela sistina+basilica e não enfrentar fila nenhuma por E36, ou seja, só 5 euros a mais.
Entretanto, recentemente já se pode comprar somente a entrada online (no mesmo site) e evitar a fila, por E19 (comprando lá, depois de uma mega fila custa E15), devendo ser emitido de 10 a 60 dias antes. No entanto, o número de ingressos vendidos é limitado e não libera da fila na basílica. assim sendo, se vc como eu detesta fila, ou perder tempo em euro, ou não conseguiu a entrada para o dia necessário a técnica da visita guiada continua uma boa opção.
Verifique no site os feriados em que os museus estão fechados e NUNCA vá no último domingo por mês. É de graça, o que pagando já tem mega fila, imagina de graça. Eu tentei e acreditem... é surreal, e o pior, não há a opção de comprar ingressos para este dia. É lerê ou nada....

Restaurantes

Les Etoiles, 
Via Giovanni Vitelleschi 34, Rome. Como o nome diz, super estrelado e com um lindo terraço com vista incomparável.

Osteria dell´AngeloVia Bettolo 24 - Tem um menu fixo com excelente preço e boa comida.
Taverna Angelica(site)- estiloso, boa comida e te recebe com champagne. Quer mais?!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário